terça-feira, 30 de agosto de 2016

"It's the final countdown"

Te re re, re! Te re re re! Te re re, re! Te re re re...

Agora fazem semanas de 15 dias?
Porque é que só é ainda 3'feira?
Porque é que os malucos acordaram esta semana para me moer o juízo?
Porque é que quanto mais faço mais me aparece por fazer?
Porque é que a semana antes das férias custa tanto a passar?

Eu não era assim, eu odiava férias, eu era das que adoecia nas férias... como um chefe nos muda 😅

sábado, 27 de agosto de 2016

Ser mãe é...

Eu continuo a defender que é em tudo muito semelhante a um casamento.
Chega a uma altura em que temos, delicadamente, que pedir espaço, que não conseguimos respirar (neste caso não foi lá muito delicadamente, foi mais do tipo: "Ó criança desampara-me a loja que nem na casa de banho me dás sossego à beleza!").
E ela lá se toca e desaparece misteriosamente, qual Smeagol atrás do seu precioso.
Finalmente consigo eu, em paz e silêncio, fazer uma boa esfoliação e quando estou mesmo a começar a aplicar à máscara entra um papel disparado por debaixo da porta da casa de banho...


E é tudo por hoje!

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

11/2016


Título: Maze Runner: correr ou morrer
Autor: James Dashner
Pontuação: 5*


"Quando desperta, não sabe onde se encontra. Sons metálicos, a trepidação, um frio intenso. Sabe que o seu nome é Thomas, mas é tudo. Quando a caixa onde está para bruscamente e uma luz surge do teto que se abre, Thomas percebe que está num elevador e chegou a uma superfície desconhecida. Caras e vozes de rapazes, jovens adolescentes como ele, rodeiam-no, falando entre si. Puxam-no para fora e dão-lhe as boas vindas à Clareira. Mas no fim do seu primeiro dia naquele lugar, acontece algo inesperado - a chegada da primeira e única rapariga, Teresa. E ela traz uma mensagem que mudará todas as regras do jogo." retirado de Wook

Para mim...
Viciante! 
Já vi e revi o filme algumas vezes mas o livro surpreendeu-me imenso porque apesar de já conhecer o enredo a narrativa é expectante.
Com muita pena minha, este exemplar arranjei na Biblioteca Municipal e o 2.º livro encontra-se indisponível.
Mas vou continuar a busca, tendo em conta que não considerei o 2.º filme de grande interesse pode ser que o livro o ultrapasse em tanto como o 1.º.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Vão rolar cabeças

Ranhosāo do gato, ou gata, que enquanto eu dormia o soninho dos inocentes me estrucidou a fita marcadora da agenda.
Logo quando chegar a casa vão haver castigos: ficam sem ver televisão uma semana.
Tenho-o dito!

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

OLX "cromos"


Tem dias que penso que o problema é meu, mas depois penso: "Não, esta gente é que é mesmo burra!"

domingo, 21 de agosto de 2016

Filmografia




Título: A vida secreta dos nossos bichos
Ano: 2016
Género: Comédia / animação / família
Duração: 1h27 min.
Realização: Yarrow CheneyChris Renaud
Vozes: Louis C.K.Eric StonestreetKevin Hart 
Ratings: 6.8/10

"Na cidade, a vida dos animais de estimação começa quando os donos saem para o trabalho. Num apartamento de Manhattan vive o cão Max, um pequeno e expedito terrier, que sente a sua posição ameaçada com a chegada a casa de outro cão, o Duke. Mas a rivalidade inicial entre ambos será suplantada pela necessidade de cooperação quando descobrem que o terrível coelho Pompom, planeia reunir um exército de animais abandonados e orquestrar uma vingança contra os humanos." retirado de Sapomag

Para mim...
Nada nunca vai bater os Minions!
Mas a curiosidade levou a ir ao cinema, algo que raramente fazemos uma vez que somos cliente TVCine cá em casa e após pousos meses vemos as estreias todas sentadinhos no nosso sofá, com os intervalos que nos apetecer e replay as vezes que entendermos.
Estava à espera de melhor, uma melhor história. 
Mas mesmo assim foram umas gargalhadas garantidas e o espetacular é que foi a primeira vez que a Bia não adormeceu no cinema. Quase que íamos fazendo uma festa com direito a fogo preso.
No trailer gosto especialmente da cena ao 2:18, acho que é isso que se passa aqui em casa quando saímos todos os dias de manhã.


Sim, ela bebeu uma canecada de coca-cola para abrir a pestana.



sábado, 20 de agosto de 2016

A minha/nossa Fu

A nossa família felina sofreu mais uma baixa.
Uma das nossas mais antigas residentes, a poucos meses de completar 10 anos de uma vida partilhada e fazendo quando 2 anos e meio de luta contra uma dessas doenças da moda (das ingratas) deixou-se vencer e foi adormecida.
Teve todo o nosso amor e carinho até ao seu último momento de vida.
A Mafalda, carinhosamente apelidada cá por casa de Fu, deixa-nos a dor, as lágrimas nos olhos e a saudade.

Mais uma estrelinha brilha para nós no céu.



Agora temos uma alma gémea para cuidar com muito amor e carinho, porque eles era simplesmente inseparáveis. E uma década em vida de gato é uma amizade inestimável.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016