sexta-feira, 21 de julho de 2017

[des]moda

Eu não percebo nada de moda, tento sempre manter um aspeto limpo e para mim isso é o meu máximo no que diz respeito a conjugações de roupa e acessórios.
Mas confesso que vejo modelitos por vezes que me assustam.
Não sei se foi pela hora madrugadora e eu ainda ir meio ensonada, ou então a criatura vestiu-se ela meio ensonada, porque leggings (daqueles bem justinhos que dividem as duas nádegas até ao meio das costas), mala vermelha em verniz, casaco cintado num azul bem vivo a combinar com os crocs que levava calçados da mesma cor... WTF???

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Anemia: actualização

2 meses e meio após os piores resultados de sempre que me valeram uma baixa médica de umas semanas, um corte de cabelo antecipado e uma mudança na alimentação com o apoio do Instituto macrobiótico. Não esquecendo o suplemento alimentar de ferro natural que me recomendaram e que estranhamente não fiz reação alérgica e tomo desde essa mesma altura.
Tenho o prazer de informar que passei de um valor de ferro de 3 para 26 e uma ferritina de 4 para 11.
Daqui a 3 meses anseio com expetativa os novos exames.

Iron girl!!

quarta-feira, 19 de julho de 2017

09/2017


Título: Em busca do carneiro selvagem
Autor: Haruki Murakami 
Pontuação: 3*

"Ambientado numa atmosfera japonesa, mas com um pé no noir americano, Murakami tece uma história detectivesca onde a realidade é palpável, dura e fria, e seria a verdade de qualquer um, não fosse um leve pormenor: é uma realidade absolutamente fantástica. Um publicitário divorciado, que tem um caso com uma rapariga de orelhas fascinantes, vê-se envolvido, graças a uma fotografia publicitária, numa trama inesperada: alguém quer que ele encontre um carneiro! Mas não é um carneiro qualquer. É um animal que pode mudar o rumo da história. Um carneiro sobrenatural… 
Murakami dá a esta estranha história um tom que só um oriental pode imprimir a uma crença, fazendo-a figurar como um facto da realidade. Coloca, de uma forma genial, a fantasia na aridez do mundo real." retirado de wook.pt

Para mim...

Desafio de Leitura 2017 - "Livro de autor estrangeiro - nacionalidade que nunca tenhas escolhido"

Este veio diretamente da biblioteca da minha mãe que deve ter todos os livros do autor traduzidos para português, porque o meu irmão deve de os ter mesmo todos em inglês.
Este foi escolhido pela minha mãe para eu ler e pessoalmente não gostei do enredo, o facto de haver um carneiro com ideias fixas de dominar o mundo poderia ter sido explorado melhor e tornado o livro mais aliciante à leitura em vez de se perder em pormenores enfadonhos.
Fica na minha lista eu própria escolher outro do autor e averiguar se o sentimento de mantêm.
    

terça-feira, 18 de julho de 2017

11 anos


E hoje encerramos os festejos de aniversários cá por casa, 1 por mês desde Abril já chega.

11 anos e temos oficialmente pré-adolescente a viver cá em casa, daquelas que já cora dos pés à cabeça ao passar em frente aos nadadores-salvadores na praia (love it) e grita:

"-Mãe, vais-mas pagar tão caras!"

Parabéns Juju voadora!

domingo, 16 de julho de 2017

I feel music #28





"Quando o nosso filho crescer
Eu vou-lhe dizer
Que te conheci num dia de sol
Que o teu olhar me prendeu
E eu vi o céu
E tudo o que estava ao meu redor
Que pegaste na minha mão
Naquele fim de verão
E me levaste a jantar
Ficaste com o meu coração
E como numa canção
Fizeste-me corar

Ali
Eu soube que era amor para a vida toda
Que era contigo a minha vida toda
Que era um amor para a vida toda..."

Não é simplesmente maravilhosa esta música?
E portuguesa. Tenho parado tudo sempre que passa no rádio e deliciou-me com a melodia.

sábado, 15 de julho de 2017

Ausência forçada

Pela primeira vez em 9 anos o meu portátil foi para manutenção.
Desconfia-se que o disco pretende ir para a reforma, logo vai ser trocado por um jovem, depilado e musculado, levar um sistema operativo da moda e um Office topo de gama.
Expecta-se que ainda vá ficar no SPA durante algum tempo pelo que raramente vou conseguir vir roubar o do marido.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

[[ Ups, I did it again ]]

Aquele momento em que tens uns jantar de despedida de um colega, o cônjuge também já está ocupado nessa noite e chegas àquela terrível conclusão... olhas para as crianças:
"- Oh, porra!
    Bem meninas, dado que não há ninguém que fique com vocês neste dia vamos ter que vos dar para adoção!"


Podia-lhes ter calhado uns pais piores (ou não).

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Hokkaido


Quando tudo o que te rodeia acaba por ir dar sempre à mesma coisa, no meu caso nos últimos tempos é Hokkaido.

Hokkaido a abóbora que uso na alimentação macrobiótica.
Hokkaido o local montanhoso da foto que deu origem a toda a trama do livro de Murakami e que ando a ler de momento.
Hokkaido  na reportagem devido à desflorestação e plantações que passava na televisão enquanto cozinhava.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Ó mããeeeeee!

O pior lugar que uma criança podia escolher para desatar a berrar "Ó mãe!!!!"...

Plena festa de fim-ano da escola.

Foram logo uma dezenas de cabeças a rodar na direção do som (eu incluída) e concluir que não eram a progenitora da dita cria.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Going grey

Quase 2 meses depois (2 cortes incluídos) e ele cresce a olhos vistos.
Já me tapa as orelhas e já dá ares da sua graças com jeitos e mais jeitos que nem 2kg de cera consigo domar.
O meu bom e velho cabelo agora numa versão "sem tintas".



domingo, 2 de julho de 2017

I feel music #26



"I sit here on the stairs 'Cause I'd rather be alone If I can't have you right now I'll wait, dear Sometimes I get so tense But I can't speed up the time But you know, love There's one more thing to consider"


Uma das minhas músicas preferidas para aqueles dias em que me sinto mais em baixo, nunca consigo conter em assobiar também.
Soundtrack de um dos filmes favoritos cá de casa "Warm Bodies"